Ata Reunião Ordinária 28/10/2017

Membros presentes: 08

 

  1. Assembleia Geral: Os presentes definiram que a Assembleia Geral da Mobicidade será feita no final do mês de novembro em data a ser definida. A data será votada via Doodle enviado para a lista de email até sexta-feira (03/11). Definida a data será feita a convocação formal dos associados por todos os nossos canais virtuais. Até o momento as pautas são a conta bancária da associação, eleição da nova diretoria, prestação de contas e situação do imposto de renda da associação.
  2. Pesquisa Perfil do Ciclista 2017: Será sugerido à Transporte Ativo (realizadora geral da pesquisa), a possibilidade de na próxima realização da pesquisa, em 2019, contar com entrevistadores profissionais; há chance de haver apoio financeiro à realização da pesquisa,  seja para contratação de instituto de pesquisa, ou então para confecção de material de divulgação. Foi sugeria a possibilidade de parceria com o Movimento Nacional de População de Rua para a realização das entrevistas. Prazo final para realização das entrevistas em 2017 acaba em 31 de outubro, mas será solicitada a possibilidade de que as entrevistas continuem até pelo menos o final da semana (02/11).
  3. Artigo publicado em Zero Hora: Discutida a forma como os artigos em defesa da bicicleta, automóvel e motociclista foram apresentados. A matéria completa será enviada pra lista de email e publicada no site.
  4. Urban Planner Campus: A Mobicidade foi convidada para evento de 10 a 12 de novembro, organizado pela entidade Global Urban Development e com a participação do Zispoa. Em 11 de novembro, na Faculdade de Arquitetura da Ufrgs, a programação será focada em planejamento urbano, com um painel “Cidade amiga da bici”, na qual haverá um espaço de cinco minutos de fala que poderá ser feita pela Mobicidade.
  5. Aplicação de multas a pedestres e ciclistas: Sugerido abrir diálogo com os órgãos para saber como pretendem regrar a determinação. Mobicidade deve ter uma posição oficial com carta a ser elaborada.
  6. 7º Fórum Mundial da Bicicleta: Será em fevereiro de 2018 em Lima, Peru. O prazo de inscrições de trabalhos foi prorrogado até meados de novembro, foi sugerido que inscrição de trabalhos sejam feitas independente da possibilidade financeira de viajar; há editais para trabalhos já aprovados, por isso a inscrição é importante. Frisado que, como Porto Alegre foi a cidade onde surgiu o fórum, é importante sempre ter alguém da cidade tanto com trabalhos quanto representando os primeiros fóruns; foi também informado que representantes de cada um dos fóruns anteriores está organizando uma consulta virtual sobre propostas de metodologia para a escolha das futuras sedes do evento; no caso do Brasil, os participantes da consulta serão as associações de cicloativistas, pois não há mailing nem de inscrições nem das assembleias do FMB1 e FMB2 feitos em Porto Alegre.

Mobicidade inicia pesquisa que traça perfil do ciclista em Porto Alegre

Entrevistas fazem parte de projeto que comporta mais de 60 cidades em 9 países latino-americanos

A Associação pela Mobilidade Urbana em Bicicleta (Mobicidade), inicia nesta semana uma mobilização voluntária destinada a conhecer as características, motivações e dificuldades de quem usa a bicicleta como meio de transporte em Porto Alegre. Até o fim de outubro, cerca de 20 voluntários, associados à Mobicidade ou ligados a coletivos e órgãos diversos da sociedade civil e academia, estarão em pontos de fluxo de ciclistas da Capital durante a semana.

As entrevistas estão sendo feitas no escopo da segunda edição da Pesquisa Perfil do Ciclista, iniciativa da ONG Transporte Ativo e do Laboratório de Mobilidade Sustentável (LabMob) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Ufrj), responsáveis pela realização e metodologia da pesquisa. Junto com Porto Alegre, realizam simultaneamente a pesquisa mais de 30 cidades brasileiras de pequeno, médio e grande porte, e outras 30 cidades na Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Guatemala, Nicarágua, Porto Rico e Venezuela.

Os dados incluem as motivações dos ciclistas para pedalar, dificuldades enfrentadas no deslocamento por bicicleta, vantagens e desvantagens do uso da bicicleta, bem como seus perfis socioeconômicos. São informações fundamentais para a formulação de ações da sociedade civil e do poder público para o estímulo da mobilidade sustentável.

Porto Alegre participou da primeira edição da pesquisa, em 2015. À época, 85,8% dos entrevistados pedalavam regularmente para ir ao trabalho; 69,3% pedalavam cinco dias na semana; 37,1% eram motivados a pedalar por rapidez e praticidade; e 52,3% começaram a usar a bici como meio de transporte nos últimos cinco anos, comprovando o crescimento deste modal como opção de deslocamento na Capital gaúcha.

A Pesquisa Perfil do Ciclista 2017 completa será lançada em julho do ano que vem na Velo-City 2018, conferência internacional de ciclismo urbano que será sediada pela primeira vez no Brasil, no Rio de Janeiro.

Mais informações: contato@mobicidade.org

Ata Reunião Ordinária 16/09/2017

Membros presentes: 06

  1. Pesquisa Transporte Ativo: Será realizada uma reunião exclusiva para discussão quanto a aplicação do questionário.
  2. Reunião GT Ciclistas do Detran: Relatada a última reunião do GT, onde esteve presente o atual presidente do Cetran. Serão disponibilizadas placas com a régua de 1.5m para realização de ações de conscientização. Discutida a realização do desafio intermodal.
  3. Semana da Mobilidade: Discutidas atividade com o Respeitômetro do Detran dia 19/09 no Parcão, campanha televisiva do Detran no dia 17/09 e a Pedalada do Dia Mundial sem Carro no dia 22.
  4. Fórum no Peru: A Mobicidade participará do Foro Mujeres, Territorios y Movilidad Sostenible em Lima falando sobre o caso Ricardo Neis, o primeiro Fórum Mundial da Bicicleta e iniciativas locais como o Pedal das Gurias. O evento faz parte dos preparativos para o 7º Fórum Mundial da Bicicleta.
  5. Bicicultura: Relatou-se como foi o evento e a Moção de Repúdio feita pelo GT Gênero da Ciclocidade/SP, e discutidas estratégias para retomar o GT Gênero da Mobicidade. Discutido também as possibilidades de Porto Alegre sediar um evento desse porte do futuro.

 

Pedalada Dia Mundial Sem Carro

Em 2009 foi criado o Plano Diretor Cicloviário Integrado de Porto Alegre, o qual prevê uma malha cicloviária de 495km. Oito anos depois nossa capital conta com apenas 45,2km de ciclovias de qualidade e eficiencia precárias ou nulas, menos de 10% do previsto no plano. Se este ritmo de execução for mantido a conclusão do PDCI aconteceria no ano de 2114!

Uma das falácias constantemente proclamadas pelo poder público e pela bancada carrocentrica é de que não há demanda para criação de ciclovias, escancarando uma total falta de conexão com a realidade vivida nas ruas de nossa cidade e com as demandas mundiais por cidades mais calmas, limpas e verdadeiramente sustentáveis.

No Dia Mundial Sem Carro, 22 de setembro, convidamos a todxs para uma massiva pedalada! Vamos celebrar nossa existência e prática diária nas ruas da cidade, vamos mostrar que somos muito mais do que mil, somos milhares! E através dessa congregação em torno da bicicleta mostrar a cidade que queremos e deixar a pergunta: até quando o Plando Diretor Cicloviário será negligenciado?

Faça teus convites, converse, construa, mobilze! Juntxs somos mais!

Pedalada Dia Mundial sem Carro

Sexta-feira, 22 de setembro de 2017, a partir das 19h no Largo Zumbi dos Palmares

Evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/112825272759921/

Ata Reunião Ordinária 12/08/2017

Membros presentes: 07

  1. Audiência Pública: O projeto do vereador Nedel ainda não foi votado, e não o será até a ocorrência de uma audiência pública que foi solicitada para que o assunto seja debatido. Aguardaremos a definição da data.
  2. Prefeitura nos Bairros: Recebemos email fazendo convite para esse evento, conforme repassado para a lista em 11/08. A mensagem não especifica a forma de participação, nem fala sobre alguma organização prévia. Foi sugerido então que seja enviada uma resposta pedindo mais informações sobre como ocorrerá o evento e que na primeira data de aplicação desse projeto (26/08), membros da Mobicidade compareçam para observar como as atividades serão desenvolvidas pelos agentes da prefeitura.
  3. Pesquisa Transporte Ativo: Ainda não foi feita a chamada para voluntários, o que deve ocorrer nos próximos dias para que seja feita uma reunião de preparação para quem for aplicar as entrevistas. Frisa-se que a Mobicidade já se comprometeu com o projeto e que já não é mais possíveis questionarmos as diretrizes de sua aplicação.
  4. Pesquisa Comércios: Pensa-se em desenvolver essa atividade em setembro, primeiramente com comerciantes da José do Patrocínio e posteriormente com os da José de Alencar. Uma primeira etapa seria fazer um levantamento de quantos comércios estão atuando nessas regiões para decidirmos sobre definição de amostra e aplicação.
  5. Conselho do Fundo Cicloviário: Retomado relato do que ocorreu na reunião do dia 27/07, conforme o que já havia sido enviado para a lista em 02/08. Será decidido por votação na lista a definição de quem assumirá a vaga de suplente da Mobicidade no Conselho. Sendo isso decidido, a etapa seguinte é fazer o ofício para enviar para a EPTC.
  6. Cidade das Bicicletas: Conforme informação recebidas do coletivo, ao final uma etapa da burocracia da liberação se desdobrou, fazendo com que ainda se tenha que aguardar o aval final da prefeitura. Conforme informação que tivemos, já houve trâmites que sugerem a possibilidade de que em breve essa última etapa se realizará.
  7. Mês de Setembro: Discutida a promoção ou não do evento. Houve sugestão (conforme email enviado ao grupo) de organizarmos uma pedalada para convergir iniciativas relacionadas à bicicleta, com trajeto baseado no PDCI, para agregar pessoas e fazer frente aos discursos de que há poucos ciclistas em Porto Alegre. Também sugeriu-se que pensemos em possíveis atividades para executar em aproximações com escolas da cidade.
  8. Bicicletas Públicas: A Tembici, que está operando no lugar da Sertel, fará em Recife um lançamento do novo sistema de totens onde serão disponiblizadas as bicicletas Sugeriu-se pedirmos uma reunião com a Tembici para conhecer o sistema. Há relatos de que haverá mudança de local das estações, o que será verificado.

Ata Reunião Ordinária 20/07/2017

Membros presentes: 06

  1. Cenário atual: Os presentes foram convidados a discutir e trocar informações sobre o atual cenário da bicicleta na cidade e a participação da Mobicidade nesse contexto.
  2. Pesquisa Transporte Ativo: Foram apresentados detalhes sobre o processo e a ideia de expandir o voluntariado para aplicação das entrevistas para além da Mobicidade. Sugeriu-se contato com pessoas de grupos de pedal e de instituições universitárias com a intenção de firmar parcerias e ampliar o número de aplicadores(as). Foi acordado que a ideia é pertinente.
  3. Pesquisa com Comércios: Foi discutido o potencial de realização de uma pesquisa com comércios de regiões onde foram implantadas ciclovias a fim de levantar o impacto das mesmas.
  4. Datas das reuniões: A realização da reunião de hoje em uma nova data (quarta) e local (Faculdade de Educação da UFRGS) teve algum impacto na quantidade de participantes. Foi proposta a revisão das datas para realizar as reuniões mensais nos sábados à tarde, de forma a englobar a participação de mais membros e horários melhores para todos. Foi acordado a proposta de realizar uma experiência no próximo mês.

O Plano Cicloviário em discussão mais uma vez

Está na pauta de hoje um projeto de 2014 do vereador Nedel (PP) sobre o Plano Cicloviário que versa sobre alterações no Plano Diretor Cicloviário Integrado (PDCI), permitindo a construção de ciclovias e ciclofaixas apenas onde não houver redução de faixas de veículos automotores, estacionamentos ou largura miníma de calçada.

O PLCL 021/14 (leia o mesmo na íntegra clicando AQUI) inviabiliza a execução do PDCI, como dizem os próprios pareceres do CEDECONH e CUTHAB, não se baseia em estudo técnico ou similar e vai contra o próprio Plano Nacional de Mobilidade Urbana cujo Art 6º define entre as diretrizes do Plano o “II – prioridade dos modos de transportes não motorizados sobre os motorizados e dos serviços de transporte público coletivo sobre o transporte individual motorizado“.

O PDCI é resultado de muita luta da população de Porto Alegre, e tal projeto não poderia ser votado sem ao menos a realização de uma Audiência Pública sobre o tema. Esperamos que nossos vereadores tenham consciência e votem pela rejeição do projeto no dia de hoje.

UPDATE: A Mobicidade acaba de protocolar na Câmara um pedido de Audiência Pública.